O que há em mim de Policarpo Quaresma.

25 de junho de 2011
Eu amo o Brasil, o nordeste, o Piauí, Teresina e o bairro onde vivi toda minha infância e adolescência . Dou muito valor a tudo que venha da nossa terra, a nossa cultura, educação, culinária, literatura... Não é preciso que o nosso País seja o melhor para darmos valor e para ama-lo. É claro que não fecho os olhos para suas falhas e também confesso que algumas vezes chego a sentir vergonha de ser brasileira. Como por exemplo, quando foi negado o pedido de extradição do italiano Cesare Battisti. É contraditório dizer isso quando afirmo que há em mim muito do patriota Policarpo Quaresma. Mas apesar de me sentir bastante nacionalista não posso fingir que o Brasil é um mar de rosas, porém, posso amar apaixonadamente esse lugar.
Essa observação, de dizer que há em mim um pouco de Policarpo Quaresma, quem fez foi uma querida amiga ao me perguntar se iria assistir a famosa noite do Oscar. Claro que não! Jamais assisti. Até porque quase nunca se tem um filme brasileiro concorrendo e quando tem nunca ganha. E também não vejo a menor graça em acompanhar algo que não acrescenta nada em minha vida. Os filmes dos quais eu mais gosto nunca ganharam nenhum Oscar, talvez nem sejam indicados já que comédia romântica não é considerado um gênero, digamos assim, interessante. Não me importo, eu adoro comédias românticas, é o tipo de filme que me faz feliz, me deixa leve e de bem com a vida. Entretanto, quando vou ao cinema dou prioridades a filmes brasileiros, lógico. Temos que estimular a cultura brasileira e sempre que posso faço isso, amo filmes brasileiros. Sim, vejo filmes de outros países e também gosto mas entre ver um filme da nossa terrinha e outro de fora, não penso duas vezes!
Acho exagerado a forma como a imprensa brasileira lida com os assuntos de fora, a ênfase que dá a noite do Oscar, nada mais passa na TV além disso.Chega a dar nojo. Transmitiram a cerimônia do casamento do príncipe Willian ao vivo de vários canais da TV aberta e também da TV a cabo. Dias antes não existia outro assunto nos jornais e programas que não fosse sobre esse bendito casamento. Várias mulheres compraram igualzinho o anel de noivado que ele deu pra futura esposa, soube até que aqui no Brasil não tinha mais pra vender em nenhuma joalheria. Sem falar no vestido de noiva que a partir de agora será imitado por quase todas as mulheres. Nada contra a família real o que me deixa chatiada é esse valor exacerbado que se dá as coisas dos outros. Acho desnecessária tanta manchete, pelo menos aqui pra nós.
Mas já vem de muito longe esse hábito dos brasileiros de supervalorizar tudo que seja de fora. Acho ridículo e até mesmo ignorância. Coisa de gente da mente pequena que não sabe o que tem no seu País. Graças a Deus isso tem mudado bastante e a estima do nosso povo tem aumentado. Precisamos melhorar muito ainda e aprendermos que nada substitui nossa casa. Precisamos prestigiar os nossos e isso além de aumentar estima rende investimentos financeiros pro nosso País. Temos aqui excelentes escritores, nossa literatura é riquissíma. Machado de Assis, José de Alencar, Lima Barreto, Monteiro Lobato... Quantos gênios! Quantas obras belas, perfeitas, encantadoras. Érico Verissimo, Laurentino Gomes, Paulo Coelho... Não deixamos a desejar em nada a nossa literatura. É claro que já li obras estrangeiras, poucas, é verdade, mas o que posso fazer se a nossa literatura é tão maravilhosa? Que me perdoe quem pensa o contrário mas tudo o que é tupiniquim é bem melhor. Até que não foi má ideia a de Policarpo, quando quis que a língua obrigatório no país fosse o tupi. Por que não? Eu odeio inglês, essa obrigação que toda humanidade tem de saber falar inglês. Detesto essa americanização aqui no Brasil, não tomo coca-cola nem como no Mac Donald´s. São porcarias que destroem a saúde de qualquer pessoa. Não é implicância ou revolta é somente pela questão de não ser saudável. E ainda assim tem gente que adora, que acha o máximo e que se sente um norte americano usando calça jeans, comendo hamburger e bebendo coca-cola. Fazer o quê? Viva as diferenças!!!

3 comentários:

Luciana disse...

Oi Aryanne!

Concordo integralmente com vc! A gente deve aprender a valorizar o que é nosso!

Obrigada pela visita!

Bjs

Lu

Carol disse...

Aryanne, concordo com você que devemos ser mais e mais patriotas. Se assim fosse, o país seria muito melhor.
Quando a Dilma ganhou a eleição para presidente da república vi em vários blogs, ouvi nas ruas, no postinho de saúde, um monte de gente lamentando, falando que era o fim, um absurdo total. Daí não aguentei e fiz um post que não agradou muito, mas é o que eu penso. Se quiser dar uma lida, o link é esse aqui http://madamemorgana.blogspot.com/2010/11/bruxa-esta-solta.html
Se ler, depois me diga o que achou.

Agora vou confessar uma coisa, adoro coca-cola, mesmo sabendo que é um veneno pra saúde, eu não resisto (e continuo concordando com você).
Beijos

Maria Luiza disse...

Oi Aryane!!!!

Obrigada por participar do sorteio!!!!!
Faz mais um comentário no post do sorteio para vc concorrer com 2 números!!
Cada coment é uma chance!!!
Boa sorte!!!!

bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...